28 de fevereiro de 2010

Marcas


Você deixou marcas em mim. Como a maioria dos que passam pela minha vida. Mas as suas doem mais. As vezes parece que eu sempre erro nos meus analgésicos. Eles não resolvem em nada. Tem o efeito contrário.

25 de fevereiro de 2010

Soneto da fidelidade na versão de um jovem


Cara, pra mim, só vai existir o meu amor, saca?
Porque, tipo, se tiver na frente da minha mina
a coisa mais linda do mundo
Ela vai preferir ficar comigo.

Eu vou viver cada instante do meu amor, na maior viajem
Por ele eu vou cantar
Vou rir e chorar
Em maus lençóis ou na crista da onda, manja?

E assim eu vou vivendo sem esbarrar na
Morte, pedra no sapato de quem vive,
Ou na solidão, fim de quem ama.

Eu quero poder dizer do amor (que tive):
Que não precisa durar pra sempre
Mas que seja intenso e verdadeiro enquanto durar.

23 de fevereiro de 2010

-

Pelas barbas de Merlin!


Pelas barbas de Merlin!
Belas barbas de Merlin.
Por elas nem meu querto eu arrumaria.
Se eu ganhasse alguns fios dessas barbas todas as vezes que eu o arrumasse...

22 de fevereiro de 2010

Ciclo Miserável


Essa vontade me suga feito um vampiro sedento de sangue. Esse amor me devora feito um selvagem imensamente faminto. Essa tristeza me consome... Ah! Quão triste é o amor. Quantas comparações exageradas. Para quê tudo isso se o que eu quero é apenas amar?

21 de fevereiro de 2010

16 de fevereiro de 2010

Nesse domingo...

Em todo domingo alguns católicos vão à igreja. É muito raro eu não assistir a missa em um domingo. Então, nesse domingo agora, eu fui numa igreja que nunca tinha ido. Fica bem longe da minha casa. A igreja era daquelas que não terminaram a construção, devido isso ou aquilo. No altar os tijolos estavam todos a mostra, inclusive parte da fiação. Era bem simples mesmo. Logo que eu sentei no banco veio uma senhora me perguntar:
- Você gosta de ler?
Na mesma hora eu me perguntei se eu tinha cara de leitora, mas tudo bem. E como uma excelentíssima mineira eu respondi:
- Uai, gosto.
- Você pode ler a segunda leitura pra mim?
Minha boca quase caiu no chão.
- Posso sim.
Então eu fui ler a segunda leitura, que era da primeira carta de São Paulo aos Coríntios, para tentar não ler tudo errado, até porque é uma leitura um pouco complicada. Aquela senhora disse que eu teria que sentar no primeiro banco da esquerda depois que entrasse na frente do padre. E era para fazer as reverências igual fazia o cara que iria ler a primeira leitura.
Começou a missa. Havia só um jovem com sua guitarra azul fazendo o canto de entrada. Começaram a atravessar a igreja e eu fui atrás. De repente, surgiu aquele desesperadora vontade de rolar no chão de tanto rir. Porém, era uma vontade controlável. Eu juro que tentei contorcer a boca o menos possível. E ainda vi uma amiga arregalando os olhos com cara de o-que-você-está-fazendo-aí. Quando chegamos em frente ao altar eu só vi o dedo discreto do cara do meu lado apontando para que eu não esquecesse de me sentar no banco da esquerda e me perguntei se mais alguém havia visto o dedo discreto que eu vi. Então eu fui para o banco da esquerda e me sentei. Mas não era pra sentar. Se passaram 5 segundos até que eu percebesse isso e levantasse. Foi aí que eu resolvi imitar o cara da primeira leitura também na hora de sentar e levantar, não que eu não saiba quais são essas horas, mas eu queria ter mais segurança. Acredito que nesse domingo foi o que eu mais li a segunda leitura. Nem prestei atenção no começo da missa porque eu tava lendo parte da primeira carta de São Paulo aos Coríntios. Quando eu vi já estava na hora do salmo, que fica antes da II Leitura, meu coração quase saiu pela boca, mas ele acalmou na hora de ler. Fiquei até feliz porque não gaguejei em toda leitura. Depois disso eu ficava prestando atenção no moço que canta e toca a guitarra, que parece ser igual tocar violão, o que me deixou mais animada. A missa ocorreu normalmente até quando o padre estava dando seus avisos. Porque foi nessa hora que entrou na igreja uma senhora muito magra, aparentemente sem dentes e com um cheiro muito forte de nicotina. Ela foi até os pés do altar e pediu para o padre um hóstia. Eu pensei que alguém fosse tirá-la de lá. Mas o padre foi conversar com ela. Ele deu a comunhão para ela, que foi para o fundo da igreja. Depois disso o padre cantou os parabéns para um casal que estava lá. Essa senhora foi até os aniversariantes para cumprimentá-los. Depois o padre explicou que ela havia dito para ele que ela tinha perdido o horário da missa, que era a ultima do dia, e que ela queria comungar.
Acabou a missa. A senhora que havia me pedido para ler me agradeceu quase inaldivelmente sem olhar para mim. Então eu fui embora.

9 de fevereiro de 2010

SÓlidÃo

Eu tinha que dormir agora. Mas vida de blogueiro é assim mesmo. Como minha inspiração vem só nessas horas...
♫“A solidão é fera, a solidão devora ♫
♪ É amiga das horas, prima, irmã do tempo ♪
♫ E faz nossos relógios caminharem lentos ♫
♪ Causando um descompasso no meu coração ♪
♫ Solidão” ♫

Zé Ramalho

Sentir-se só. É como ser uma lagoa no oceano. Essa canoa enxerga apenas a imensidão da água e sua insignificância. Ela não vê que na água existe vida. Porém ela ainda se sente sozinha. Alguns peixes a temem. Outros nadam com ela. E ela se sente sozinha. Um pássaro se acomoda nela para construir seu ninho e... ELA SE SENTE SOZINHA. Mas não julgue os sentimentos dela se você não tiver controle total de seus sentimentos.


♫ Sofro calado ♫
♪ Na solidão ♪
♫ Guardo comigo ♫
♪ A memória do teu vulto ♪
♫ Em vão ♫

Caetano Veloso

7 de fevereiro de 2010

Números iguais no relógio

Ás vezes eu encontro no relógio números iguais e depois eu descobri que eles tinham um significado. Apesar de não acreditar neles, eu ainda sou curiosa o bastante para verificar sempre essas listas:

00:00 – Faça um pedido, e será realizado!

01:01 – Ama-te

02:02 – Beijos em breve

03:03 – Contigo estas quem ama!

04:04 – Desencontros

05:05 – Encontros em breve

06:06 – Ficarás em breve

07:07 – Gosta de ti

08:08 – Hoje o jovem pensou em ti

09:09 – Ignora-te

10:10 – Junto a ti

11:11 – Longe de ti estas quem amas

12:12 – Muitas coisas te alegrarão

13:13 – Namorarás

14:14 – Odeita-te

15:15 – Por ti choras

16:16 – Queres um beijo seu

17:17 – Ri de ti

18:18 – Sentem saudades de ti

19:19 – Terás quem desejas

20:20 – Terás união no amor

21:21 – Verá quem desejas

22:22 – Estão te xingando

23:23 – Zombam de ti

__________________________________________

00:00 – Terás seu amor junto de ti

01:01 – Ficarás com quem amas

02:02 – Em breve terás um encontro

03:03 – Terás momentos agradáveis

04:04 – Beijarás logo

05:05 – Receberás um convite

06:06 – Hoje seu amor virá até você

07:07 – Seu gatinho será seu

08:08 – Sorte no amor

09:09 – Presentes do seu amor

10:10 – Alguém irá se declarar para você

11:11 – Receberás um scrap

12:12 – Algumas novidades chegarão

13:13 – Terás um lindo namorado

14:14 – Agora é a hora de investir naquele alguém especial

15:15 – Receberás um depoimento

16:16 – Pensa em você loucamente

17:17 – Verá que aquele amigo é mais do que um amigo

18:18 – Te ama

19:19 – Seus dias serão repletos de alegrias

20:20 – Alguns dias bons virão

21:21 – Você vai perceber que outro pode ser aquele alguém

22:22 – Junto de ti estarás quem amas

23:23 – Nunca será traída

__________________________________________

01:01 – Amam-te loucamente

02:02 – Beijarás em breve

03:03 – Contigo ele (a) é mais feliz

04:04 – Distante pensa em ti

05:05 – Encontro em breve

06:06 – Fará tudo pelo seu amor

07:07 – Gosta de ti quem tu amas

08:08 – Hoje terás uma surpresa

09:09 – Ignoram-te

10:10 – Junto a ti ele queria estar

11:11 – Longe de ti esta quem tu amas

12:12 – Muitas noticias te agradarão

13:13 – Namorarás

14:14 – Ontem um jovem quis falar com você

15:15 – Paqueram-te

16:16 – Querem-te em segredo

17:17 – Rárá, é a vez de quem não pensa em ti

18:18 – Sente saudade de ti

19:19 – Terás teu carinho

20:20 – Unicamente amada

21:21 – Verás quem tu amas.

22:22 – Xadrez do amor. (xeque-mate)

23:23 – Zombaram de ti

6 de fevereiro de 2010

Delírios de um ser sonolento


Estou sem sono agora. Não consegui matar a barata, por isso vou deixá-la viver mais um dia embaixo do sofá. Estou ouvindo o caminhão do lixo e seus lixeiros recolhendo as flores da rua. Eles são pássaros que voam pelo céu azul da noite, torrando no sol quente. As unhas grandes e vermelhas... Toc, toc. É meia noite... ♫ Abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim. Que é pra acabar com esse negócio de você viver sem mim. ♫ Vocês vão se alegrar quando suas cabeças rolarem pelo abismo da compreenção. Gudi naiti, e hasta la mañana.

5 de fevereiro de 2010

Por ti


Olhando para o céu estava ela
Encostada na janela
Carregando uma flor bela
E de repente gritou:
“Tu morreste por ela,
Agora, por ti, eu também vou!”
E do décimo quinto andar se atirou

Ao chegar no paraíso, ela o encontrou
Foi quando ele sussurrou:
“Não morri por ela,
Morri por ti, que um dia meu amor rejeitou.”

4 de fevereiro de 2010

-

Tédio mortal

O que fazer quando você está quase morrendo de tédio na internet?
- Você pode continuar na internet e:
. Assistir várias coisas como: Séries de Tv, Mundo Canibal.
. Tentar saber mais da vida de seus amigos no Orkut, Twitter, Formspring.me, Facebook.
. Procurar blogs para ler como o meu, Kibeloco, Failblog ou fazer um blog para você e atualizá-lo sempre que o tédio estiver por aí.
. Procurar amigos em comunidades do Orkut.
. Tentar conversar mais com seus amigos.
. Desbloquear aquele povo do msn e voltar a conversar com eles.
. Se distrair com suas músicas preferidas na maior altura, ou procurar músicas novas.
. Baixar programas novos para testar.
- Ou pode simplesmente sair da frente do computador e fazer qualquer outra coisa como ver Tv, tocar seu violão (se você tiver um, claro), sair com a galera, andar na rua, ou ir dormir.
- Se NADA conseguir tirar o seu tédio, pode mandar encomendar seu enterro para morrer com o tédio.

Nota: Esse post foi todo construído com sugestões de amigos e desconhecidos usuários do formspring.me. Agradeço a todos que ajudaram, e espero que nenhum de vocês morram de tédio. ;D

1 de fevereiro de 2010

Só água


Água cai do céu
Escorre pelas ruas
Molham as pessoas
As cidades estão desfazendo-se em lama